Searching...
Close search window

Search results for: [ ] You may continue typing to narrow your search


Com o auxílio correcto, a Karin está a perder quilos

A Karin Fälldin tinha tanto peso a mais que o pessoal do hospital de Örnsköldsvik na Suécia não se atrevia a ajudá-la a sair da cama. O nome da solução foi o Viking L e assim a Karin conseguiu finalmente estar de pé. Graças ao elevador Liko, a sua reabilitação tem sido espantosamente rápida.

- Foi mesmo divertido conseguir andar tão bem. Agora os meus amigos acham que eu ando depressa demais, e ri.

No outono passado a Karin Fälldin começou a ter grandes problemas para caminhar. Uma lesão anterior num pé implicava que ela tivesse dificuldades em andar, mas tinha também uma ferida numa perna que não cicatrizava. Estava a tornar-se muito difícil para ela subir as escadas para o seu apartamento, para não falar de levar o cão a passear. O seu corpo fazia uma grande retenção de líquidos, o que contribuiu para os seus problemas de peso. Já estava muito perto dos 200 kg (440 lbs). No dia antes do fim do ano, ela adoeceu com febre alta e foi transportada para o hospital de Örnsköldsvik.

- Foi por sorte que fui lá, porque entrei em coma com uma speticemia.

Entre a vida e a morte.

Ela esteve entre a vida e a morte durante dois dias na Unidade de Cuidados Intensivos. Quando a ferida da perna finalmente começou a cicatrizar, a Karin ainda não tinha energia para se levantar. Os médicos consideraram que havia apenas uma coisa a fazer: A Karin tinha que perder peso. Quando ela se pesou no hospital, a balança só parou nos 198 kg (436 lbs).

- Eu teria morrido de outra forma, porque o meu corpo já não aguentava mais, segundo o que me disseram.

Obviamente que já tinha pensado em perder peso antes, mas não tinha percebido a gravidade da situação. Eu sempre fui pesada, mas agora estava num estado muito mais grave do que eu pensava. O corpo da Karin estava cheio de líquidos, e foi-lhe inserido um catetér, e administrado um diurético. Este foi o ponto de partida para começar finalmente a perder quilos. Em duas semanas perdeu 50 kg (110 lbs).

- Eu nem queria acreditar. Naturalmente que também resultou de uma alteração dos meus hábitos alimentares, e comer mais legumes, admite ela.

Hora de se levantar

Mas havia ainda um problema. O pessoal achou que era altura dela se levantar, mas ninguém se atrevia realmente a confiar que ela teria forças para se levantar sozinha. Era realmente necessário algo que pudesse apoiar a Karin para que ela se atrevesse a tentar. Anna Stenfors, a representante comercial do distrito da Liko e terapeuta ocupacional tinha a solução para isto.

- O Viking L tem uma capacidade de elevação de 250 kg (550 lbs), o que seria necessário neste caso. Para além disso, o Viking é um bom auxílio particularmente para treino de caminhar graças aos Apoios dos Braços. Eu apercebi-me que era urgente porque a Karin não conseguia sequer sentar-se no canto da cama antes de eu aparecer, diz Anna.

Assim que o elevador Viking foi entregue, a Karin já se podia sentar. Ela conseguiu ir da cama para uma cadeira logo no primeiro dia com a LiftPants macia. A seguir, era altura de testar a sua própria força.

- Nem eu sabia se as minhas pernas iriam aguentar o meu peso, mas consegui levantar-me quase sozinha. Foi muito bom, e à terceira vez caminhei sem a funda, usando como um apoio para caminhar. Foi bom ter o apoio de braços para me apoiar porque fiquei com tonturas. Foi uma sensação agradável e segura com o elevador, pareceu muito robusto, diz Karin.

Elisabet Gutafsson é a fisioterapeuta da enfermaria e está fascinada com a reabilitação tão rápida da Karin.

- Nós nunca teríamos tentado ajudá-la tão cedo sem o elevador Liko, e aí teria levado muito mais tempo. Mas isto foi o máximo. Para quem estava a ajudar, foi muito mais seguro, porque o elevador é como uma ajuda de arranque e resolve a subida, diz Elisabet a Karin, que concorda com um gesto de cabeça.

A consideração que temos pelas pessoas para quem desenvolvemos os nossos produtos tem sido o nosso guia mais importante. O nosso conceito reflecte a nossa visão nas nossas actividades diárias – melhorar sempre a qualidade de vida de pacientes e técnicos de saúde globalmente.